25 de mar. de 2011

A Pré-História Americana (1º ano)

Nas aulas sobre Pré-História Americana trabalhamos com conteúdo retirado do site do MAE/USP. Como a página não possui link direto, posto o conteúdo na íntegra aqui.



Origens e Expansão das Sociedades Indígenas
Os ancestrais dos povos indígenas ocupam o continente americano há mais de 40.000 anos A.P . (antes do presente).

Há ainda controvérsias a respeito desta data.
O sistema de periodização empregado pelos arqueólogos especialistas nas Américas é diferente daquele do Velho Mundo e termos, como por exemplo, Paleolítico e Idade da Pedra, não são utilizados. O sistema mais usado em Arqueologia Americana apresenta os seguintes períodos: paleoíndio, arcaico e formativo.

O primeiro período é denominado PALEOÍNDIO. Refere-se a grupos caçadores-coletores que viviam num ambiente onde predominavam espaços abertos. As principais fontes de alimentação foram mamíferos de grande porte, alguns extintos há mais de 10.000 anos.
No período seguinte, o ARCAICO, havia igualmente caçadores que adotaram modos de vida mais diversificados: alguns grupos exploraram mais intensivamente os recursos aquáticos, enquanto outros iniciaram o cultivo de vegetais.
O próximo período, o FORMATIVO, foi marcado pela dependência da agricultura, pela produção da cerâmica e pelo aumento da população concentrada em grandes aldeias. Emergiram culturas complexas na ilha de Marajó e na Bacia do Rio Tapajós, ao longo do Rio Amazonas.
Quando os europeus aqui chegaram, em 1500, encontraram uma grande diversidade de grupos falando diferentes línguas e com distintas formas de organização sócio-econômica.
Neste período inicia-se o processo de CONTATO entre os grupos indígenas e os colonizadores europeus.
Como consequência houve uma mudança no estilo de vida desses grupos a partir da introdução do vidro, das armas de fogo, do uso de metais e principalmente, uma drástica diminuição populacional devida à transmissão de doenças para as quais eles não tinham imunidade.
Os colonizadores europeus foram influenciados pelas informações acumuladas, por esses grupos, ao longo de milhares de anos de ocupação e uso do território e seus recursos naturais.



A Arqueologia tem como preocupação identificar e compreender o "modo de vida" dessas populações e o processo das diferentes culturas sob vários aspectos (tecnológicos, de organização social, etc) no tempo e no espaço.


Fonte: MUSEU DE ARQUEOLOGIA E ETNOLOGIA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Disponível em: http://www.mae.usp.br/ Acesso em 13/03/2011 às 17h30.

Nenhum comentário: