Contagem regressiva

28 de mar. de 2011

A decadência do Império Romano (6a série)



Como introdução ao feudalismo, tratamos da decadência do Império Romano. O trecho é uma compilação de MARANHÃO, R. e ANTUNES, M. F. "A decadência do Império Romano". In: Trabalho e Civilização: uma história global. São Paulo: Moderna, 1999, pp. 194-199.

"As guerras de conquista levaram Roma a se tranformar numa grande metrópole, capital de um imenso império. A dominação de outros povos e terras conduziu ao desenvolvimento da economia, principalmente com os saques, tributos e os escravos. A maior parte da riqueza, no entanto, acabava nas mãos de uma minoria (...).
A partir do século III, no entanto, (...) cessaram as grandes guerras de conquista, principal fonte de escravos.(...). Em consequência disso, a produção [de alimentos] começou a cair, (...) causando períodos de fome.(...).
A insegurança e as dificuldades de viver nas cidades levaram muitas pessoas a migrarem para a zona rural, onde buscavam a proteção de um rico proprietário, de quem recebiam um lote de terra para trabalhar e a quem entregavam parte da colheita.(...). A consequência foi o fortalecimento de um rico proprietário e a criação de um trabalhador preso à terra: o colono. (...) [Esse tipo de relação ficou conhecida como colonato].
O colonato continuou expandindo-se cada vez mais na produção agrícola, o que levará a uma nova forma de produção: como veremos ao estudar a Idade Média [ o feudalismo]

Para saber mais leia:


Civilização Romana
Povos Germânicos
Romanos e Germânicos

Nenhum comentário: