9 de fev. de 2012

Os estamentos sociais no feudalismo (7oAnoSEE)



Pessoal da 6ª série/7º ano do SEE, favor imprimir o texto abaixo, para trabalharmos a partir do dia 27/02/2012. Se quiserem uma versão para impressão de 4 textos por página, para que vocês possam auxiliar os colegas que não possuem acesso à internet em casa, cliquem aqui.

"O clero e a nobreza constituíam as classes governantes. Controlavam a terra e o poder que delas provinha. A Igreja prestava ajuda espiritual, enquanto a nobreza, proteção militar. Em troca exigiam pagamento das classes trabalhadores [servos], sob a forma de cultivo de terras".

"Havia vários graus de servidão [...]. Havia os 'servos dos domínios', que viviam permanentemente ligados à casa do senhor e trabalhavam em seus campos durante todo o atempo, não apenas por dois ou três dias na semana. Havia camponeses muito pobres, chamados 'fronteiriços', que mantinham pequenos arrendamentos de um hectare, mais ou menos, à orla das aldeias, e os 'aldeões', que nem mesmo possuíam um pequeno arrendamento, mas apenas uma cabana, e deveriam trabalhar para o senhor como braços contratados, em troca de comida.
Havia os 'vilãos' que, ao que parece, eram servos com maiores privilégios pessoais e econômicos".

(HUBERMAN, Leo. "Sacerdotes, Guerreiros e Trabalhadores". In: História da Riqueza do Homem. Rio de Janeiro: Zahar, pp. 24.16)

Nenhum comentário: