16 de ago. de 2017

Representação Egípcia na Mídia [6º]


Em continuidade aos nossos estudos das Civilizações da Antiguidade, assistimos a esses dois vídeos que trazem diferentes representações dos antigos egípcios:


A Múmia (The Mummy). 1999. Direção: Stephen Sommers.



Michael Jackson "Remeber The Time". 1992. Direção: John Singleton.


Uma busca rápida sobre a cor dos antigos egípcios na internet pode te deixar tonto. Você verá uma série de argumentos afirmando que eles teriam sido brancos e uma série de outros afirmando que teriam sido negros.

Ainda no século XIX, diversos estudiosos europeus afirmaram que os antigos egípcios seriam brancos, numa época em que os seres humanos eram classificados pelos cientistas em raças, e em que a "raça branca" era considerada superior a todas as outras e a "raça negra" inferior a todas as outras. Essa imagem foi largamente difundida por Hollywood, fazendo com que essa Civilização sequer fosse reconhecida como africana.

Na década de 70, o egiptólogo senegalês Cheikh Anta Diop levantou o debate, apresentando uma série de argumentos que defendiam a cor negra dos antigos egípcios (como relatos que outros povos da antiguidade faziam sobre eles), numa tentativa de "devolver" o Egito à África. Apesar dos inúmeros argumentos apresentados por Diop, ainda há contestação, mesmo por parte dos egiptólogos (especialistas em Egito Antigo).

Por isso devemos perguntar: A quem interessa um Egito branco? A quem interessa um Egito negro?


Nenhum comentário: