16 de fev. de 2024

Luta Abolicionista [9º]


Vamos começar o ano conhecendo o processo de Abolição da Escravidão no Brasil. Um processo longo, cheio de lutas, com derrotas e vitórias. Um processo ainda em andamento.

1. Começo de conversa.

Leia os versos abaixo e identifique o assunto e de onde ele foi retirado.


“Não veio dos céus,

nem das mãos de Isabel.

A liberdade

é um dragão no mar

de Aracati”


...


Esse é um trecho do histórico samba-enredo "Histórias pra Ninar Gente Grande", campeão pela Mangueira em 2019. O samba trás uma série de acontecimentos e figuras históricas que foram sistematicamente invisibilizados pela "História Oficial" do Brasil.


2. Pesquisa

Cada estudante deve pesquisar um dos termos grifados na letra do samba-enredo, para ser partilhado com os colegas na próxima etapa de nossa atividade.


Histórias para Ninar Gente Grande

Wantuir (Samba Enredo da Estação 1ª de Mangueira de 2019).


Brasil, meu nego

Deixa eu te contar

A história que a história não conta

O avesso do mesmo lugar

Na luta é que a gente se encontra


Brasil, meu dengo

A mangueira chegou

Com versos que o livro apagou

Desde 1500

Tem mais invasão do que descobrimento

Tem sangue retinto pisado

Atrás do herói emoldurado

Mulheres, tamoios, mulatos

Eu quero um país que não está no retrato


Brasil, o teu nome é Dandara

Tua cara é de cariri

Não veio do céu

Nem das mãos de Isabel

A liberdade é um dragão no mar de Aracati


Salve os caboclos de julho

Quem foi de aço nos anos de chumbo

Brasil, chegou a vez

De ouvir as Marias, Mahins, Marielles, malês


Mangueira, tira a poeira dos porões

Ô, abre alas pros teus heróis de barracões

Dos Brasis que se faz um país de Lecis, Jamelões

São verde-e-rosa as multidões


3. Partilha e Análise

Em grupos, os estudantes devem partilhar as histórias que pesquisaram, e depois responder às questões abaixo:

1. Quais as semelhanças entre as histórias e figuras partilhadas? Explique.

2. Qual história ou figura chamou mais a atenção do grupo? Por quê?

3. Qual a importância de se estudar a história de grupos marginalizados? Explique.



4. Apresentação interativa

Juntos consultamos o artigo "A luta esquecida dos negros pelo fim da escravidão no Brasil" da BBC Brasil. Disponível ⇻⇻ aqui ⇺⇺.

Atentamos para alguns pontos importantes como:
  • As estratégias de luta do movimento abolicionista.
  • A oposição da elite brasileira.
  • O lento processo de abolição.
  • As reações à abolição.

5. Registros

Hora de registrar no caderno algumas informações importantes:


Movimento Abolicionista e Fim da Escravidão no Brasil

“O fim da escravidão no Brasil foi impulsionado por diversos fatores, entre eles, uma importante participação popular. Cada vez mais escravos, negros livres e brancos se juntaram aos ideais abolicionistas. Sobretudo, na década de 1880.

As principais táticas eram a reunião em diferentes associações abolicionistas, a realização de eventos artísticos para angariar apoio, o ingresso de processos na Justiça e até o apoio a revoltas e fugas de escravos.”
Amanda Rossi e Juliana Gragnani, BBC Brasil.

Linha do Tempo
  • 1831 - Lei Feijó: Proibia o tráfico de escravizados, mas não foi efetiva. Ficou conhecida como lei “para inglês ver”.
  • 1850 - Lei Eusébio de Queiroz: Proibia o tráfico de escravizados, foi mais efetiva que a lei anterior.
  • 1871 - Lei do Ventre Livre: Declarava livres os filhos de escravizados nascidos após sua promulgação. Também permitia que escravizados comprassem sua própria liberdade.
  • 1884 - Amazonas e Ceará: Ambos os estados declaram o fim da escravidão em seus territórios, sendo os primeiros territórios livres do Brasil.
  • 1885 - Lei dos Sexagenários: Declarava livres os escravizados maiores de 60 anos de idade.
  • 1888 - Lei Áurea: Declara extinta a escravidão no Brasil.